she said she said

Minha experiência com o Kindle Paperwhite

20:47 Isabela Libório 0


 Logo quando começou toda essa história de e-readers, eu não tive muito interesse em obter um, ficava naquela de "livro só é bom quando físico" e também não via muito necessidade em obter esses aparelhos. Ano passado, com a quantidade de blogs falando deles e de como valiam a pena, comecei a abrir os olhos e perceber que poderiam, sim, ser muito funcionais.

 Depois de pesquisar MUITO e pensar se queria mesmo, resolvi adquirir o Kindle Paperwhite no meu aniversário - setembro - no Ponto Frio, porque estava na promoção. E escolhi o Paperwhite por ter visto que esse tinha algumas diferenciações dos demais. Não me arrependo até hoje e ainda faço muito uso - e amo - dos livros físicos, mas sei a vantagem de cada um.



 A tela de 6 polegadas do Kindle Paperwhite tem, pra mim, o tamanho perfeito. Além disso, ele é super leve e confortável de segurar. A luz da tela incomoda nadinha, o que é sensacional e você ainda pode ajustar a luminosidade, podendo ler até no escuro. Ou seja, se você quer ler e a pessoa ao seu lado quer dormir, você não vai precisar deixar o livro pra outra hora, é só aumentar a luminosidade da tela.



 Pra que esse menu apareça durante a leitura, é só clicar na parte superior da tela. Aliás, o touch screen é de boa qualidade sim, o que me impressionou. Você ainda pode personalizar a fonte, o tamanho dela e a diagramação das páginas do livro.


 Pressionando frases ou palavras, você pode destacá-las ou escrever notas, podendo ler facilmente depois. Ainda dá pra descobrir o significado - ou a tradução das palavras desse jeito. Mais uma vantagem do leitor digital é não perceber quando um livro é grande demais. Digo, você pode ver a sua porcentagem de leitura, mas não fica naquela agonia por perceber que ainda tem muitas páginas pela frente. E sobre a bateria? Dura bastante.

 Pra adquirir e-books é fácil e dá pra fazer isso direto do aparelho, acessando a loja da Amazon, o livro já é baixado automaticamente após a compra e isso você pode fazer através de wi-fi - tem uma versão com 3G, mas não é o caso do meu -. Eu acho os preços normais deles bem altos pra livros digitais - até uns 25 reais, mais ou menos -, mas sempre acontecem promoções legais e há um acervo enorme de livros gratuitos. Outra opção é passar livros em PDF para o Kindle, que aceita muitos formatos.

 Eu confesso que ainda não comprei e-books, só baixei gratuitos, mas pretendo fazê-lo quando achar necessário. Me recomendaram um site muito legal com muitas opções gratuitas, mas, claro, tem o fato de serem "piratas", então tento não me empolgar muito e me controlar, porque não quero desvalorizar os autores e editoras. É o lelivros.website e opção é o que não falta.

 Pra proteger meu Kindle, comprei uma capa pra ele no ebay e achei um ótimo negócio. Ela é super fofa, acolchoada e ainda veio com uma canetinha pra tela. Quando você fecha a capa, o aparelho desliga automaticamente e o mesmo acontece ao abrir a capa: ele liga automaticamente. Para desligar ou ligar de modo manual, é só pressionar um botão que fica na parte inferior dele, junto do local onde se encaixa o cabo USB.


 Não abro mão dos livros físicos, sua beleza na estante e seu cheirinho bom, mas o Kindle é uma ótima opção pra levar sempre na mochila e poder ler em ambientes com pouca luz, além da praticidade para adquirir livros. Gostei demais da minha aquisição e recomendo, com certeza vale a pena.


Ei! Não esquece que seu comentário é muito importante, viu? É uma forma de saber o que mais agrada - ou não - quem lê o blog, além de que adoro saber as opiniões de quem visita sobre o assunto falado.   

0 comentários:

Comente para que eu possa saber se gostou ou o que devo melhorar! Dê sua opinião sobre o assunto falado também, se quiser. Sinta-se à vontade. ^-^